-BLOG NÃO OFICIAL-

quarta-feira, 30 de março de 2011

"Evangelho" Antropocêntrico

Dando continuidade aos nossos estudo sobre o antropocentrismo "evangélico", transcrevo aqui um trecho do livro Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria, de Siro Sanches Zibordi, editado pela CPAD. O trecho descreva uma "pequena" herisia deste grupo "evangélico". O trecho entre colchetes é meu.

"Para o antropocentrismo 'evangélico', Jesus - o Cordeiro imaculado e incontaminado (1 Pe 1.18,19) -, teria assumido a natureza de Satanás na cruz (que blafêmia!), além de só ter realizado a redenção da humanidade no inferno, ao fazer uma declaração de fé como homem. Ele reria sido torturado por demônios, no inferno, onde conseguiu, pela força da fé, tomar as chaves do Diabo e vencê-lo.

Ora, Jesus não foi ao Hades [observe que Ele não foi ao inferno, ainda nem inaugurado, mas ao HADES], para tomar as chaves de Satanás. Ele tem as chaves da morte e do inferno (Ap 1.18), porém não as tomou do Inimigo... Basta ler a Bíblia para descobrir que o Diabo nunca esteve no Hades, pois habita nas regiões celestiais (Ef 2.2; 6.11).

Ademais, o Senhor Jesus foi à região dos espíritos dos mortos proclamar a sua vitória e tirar de lá os justos dos tempos do Antigo Testamento, pois até antes de sua morte o Hades era um lugar só, com dois compartimentos - o dos justos e o dos ímpio -, separados por um abismo. isso é claramente descrito nas seguintes passagens: 1 Pedro 3.18,19; Efésios 4.8-11; e Lucas 16.19-31".

Então, nada de:

"Jesus crucificado e o inferno em festa se alegrou...
Bem no meio da festa o diabo começou a ouvir
Passos fortes que tremiam toda a Terra e foi conferir
Quando as portas se abriram ao Cordeiro viu
E como um leão, Jesus rugiu!...
Tomou as chaves das mãos do diabo
Abriu minhas cadeias e me resgatou!"

Por acaso éramos prisioneiros do Diabo lá no inferno?

Nenhum comentário:

Postar um comentário