-BLOG NÃO OFICIAL-

domingo, 19 de dezembro de 2010

Algumas reflexões

"Articular a igreja e a vida em comunidade implica construir uma ligação entre o cotidiano vivido e o conhecimento bíblico aprendido".

"O grande inimigo da verdadeira liberdade é o pecado e a sua degradação. Se o adolescente tornar-se escravo de suas corrupções, não será livre, mas estará preso nas poderosas teias mortais, e o mal procurará conduzi-lo através do seus poderes malignos".

Débora Ferreira da Costa

Nossa Confraternização

Nossa confraternização foi maravilhosa.

Que em 2011 possamos continuar unidos, firmes e abundantes na obra do Senhor, nos santificando, edificando nossos muros e buscando os que não mais se encontram no aprisco do Senhor, como muito sábia e oportunamente nos foi ensinado por Deus através da amadíssima Ellen.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Está chegando...

... a nossa confraternização. Eba! Próximo sábado (18), às 9 horas.

E domingo (19) a Escola Bíblica Dominical está imperdível. Portanto, não perca (rs).

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

O adolescente e Deus

Quando Deus pede algo para o jovem, é porque realizará algo melhor. Deus pede a sua vida porque Ele deseja entregar as bênçãos divinas e finalmente a vida eterna! Com a vida transformada por Cristo, a imagem interior do adolescente torna-se boa a partir de então é só deixar resplandecer a Glória do Senhor no seu rosto.

O adolescente que convida Jesus para morar no seu interior terá garantido a paz, a alegria e o amor.

Débora Ferreira da Costa

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Fim de Ano

ATENÇÃO!

O fim do ano se aproxima, e com ele a nossa confraternização, momento de comunhão com Deus e uns com os outros.

O formato de nossa confraternização pode já ser conhecido, mas Deus sempre nos renova e nos aproxima mais ainda nessa ocasião. Ele renova nossas forças e nossas armas espirituais para batalhar por mais um ano, além de nos dar a rica oportunidade de agradecer por todos os benefícios que Ele nos tem feito, em especial no ano que se finda.

Assim, no dia 18/12, às 9h00min, nos encontraremos em nossa amada igreja para consagração, amigo secreto e um maravilhoso café da manhã (eeeeba). Todos somos essenciais, por isso todos devemos estar lá.

Anciosamente, Batjuju. (rs)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Projeto Neemias da Mariane!

Olá ! A Paz do Senhor esteja com todos!
Pra ajudar vocês a se prepararem pra ministrar sobre Neemias, vou postar aqui algumas características do livro ok? Vamos lá:

Propósito do Livro:
Neemias é o último livro histórico do Velho Testamento. Ele registra a história do terceiro retorno a Jerusalém após o cativeiro, contando como os muros da cidade foram reconstruídos e as pessoas renovadas na sua fé.

Autor:
A maior parte foi escrita na primeira pessoa, sugerindo Neemias como autor. Ele provavelmente escreveu o livro tendo Esdras como editor.

Data:
Aproximadamente 445-432 a.C.

Panorama:
Zorobabel liderou o primeiro retorno a Jerusalém em 538 a.C.
Em 458, Esdras liderou o segundo retorno.
Finalmente, em 445 Neemias retornou com o terceiro grupo de exilados para reconstruir os muros da cidade.

Versículo Chave:
"Acabou-se,pois, o muro aos vinte e cinco de elul ( o sexto mês do calendário Judaico.), em 52 dias. E sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos, temeram todos os gentios que havia em volta de nós e abateram-se muito em seus próprios olhos, porque reconheceram que o Nosso Deus fizera esta obra" (6:15,16)

Pessoas Chave:
Neemias, Esdras, Sambalate e Tobias

Lugar Chave:
Jerusalém

Característica peculiar:
O livro mostra o cumprimento da profecias de Zacarias e Daniel sobre a reconstrução dos muros de Jerusalém.

Fonte: Biblia de Estudo Aplicação Pessoal

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Tarefa

Amores da minha vida, no próximo domingo, dia 14/11/10, estudaremos a lição 9, que tem por título "Uma Fábrica de Sonhos e Ilusões".

Vocês devem ler os versículos indicados para cada dia semana, que se encontram no início da lição.

Também devem efetuar a tarefa proposta no final da lição.

Seguem alguns parâmetros para a realização da síntese dos seus principais sonhos:

1- Liste seus principais sonhos

2- Diga como surgiram esses sonhos, ou o por quê? Você se inspirou em alguém? Em quem?

3- Como você alcançará esses sonhos?

4- Seus sonhos estão de acordo com o plano de Deus para a sua vida, relatado na Bíblia Sagrada?

Também não se esqueçam de citar 3 referências bíblicas que contenham as promessas de Deus.

Bom Trabalho!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

DISCERNIMENTO FRENTE À MÍDIA DE ENTRETENIMENTO

O PRESENTE TEXTO TEM POR BASE OS ESCRITOS DE Terrence R. Lindvall e J. Matthew Melton, em Panorama do Pensamento Cristão. Os grifos são meus.

Para o cristão, todas as coisas, inclusive interagir com a mídia de entretenimento, são lícitas, mas nem tudo é necessariamente PROVEITOSO ou EDIFICANTE (1 Co 10.23 e 6.12).

Assim, enquanto Deus dá permissão para o espiritualmente maduro explorar e desfrutar nosso mundo, a sabedoria prescreve que exerçamos prudência e discriminação. Vale aqui salientar que o primeiro significado de discriminação é a faculdade de distinguir; discernimento. Podemos assistir todos os filmes para a glória de Deus? Certamente que não. Muitos filmes seriam um IMPEDIMENTO DEFINITIVO para o nosso desenvolvimento espiritual.

Todo veículo cultural popular, do cinema aos vídeos de música, comunicam uma crença ou valor. Todos expressam uma ideologia. Não podemos nos lançar de olhos vendados numa cultura que apregoa valores antibíblicos.

Um programa aparentemente irracional, como Beavis and Butthead, recomenda certo modo de olhar a realidade. Embora seja intencionalmente uma sátira da própria audiência da MTV, os espectadores, sobretudo as crianças, ainda podem ler outras mensagens morais, como fez o menino que botou fogo em outra criança depois de assistir determinado episódio. A cultura da mídia de entretenimento recomenda certo modo de olhar o mundo e oferece comportamentos específicos como modelos. Os cristãos que veem a cultura da mídia de entretenimento têm de aprender a ler essas imagens e rejeitar as que são incompatíveis com os padrões cristãos e as Escrituras.

Os cristãos devem ser a luz do mundo, o que inclui o lado escuro de uma cultura de entretenimento frequentemente irreligiosa.

Hoje, o vídeo e a mídia eletrônica tornaram-se portadores primários da ideologia e moralidade. A mídia de entretenimento busca pressionar a igreja e ser a autoridade dominante comunicação de valores. A mídia de entretenimento leva seus espectadores a viverem numa cultura de incredulidade, sexo, violência e morte. Vivemos num mundo de publicidade, artifício e culto à personalidade. A maioria dos espectadores conhece mais das celebridades do que dos vizinhos da casa al lado, ou possivelmente até da própria família em que vivem.

A cultura de entretenimento oferece narrativas que celebram a heresia pelágica, ou seja, a falsa doutrina de que os seres humanos são pessoas essencialmente boas. Mas tal ideologia opõe-se à doutrina cristã de estar perdido no pecado e em necessidade desesperada da graça de Deus e uns dos outros na comunidade da igreja. Não obstante, a mídia de entretenimento e as peças publicitárias pregam o contrário à doutrina bíblica.

O cinema e a televisão provocam-nos com histórias que dizem que nossas ações não têm consequência moral, que podemos escapar do salário do orgulho, da vingança, da luxúria, o roubo e de outros pecados.

Daniel representa um modelo para explorar a questão delicada e controversa de como o povo de Deus pode se relacionar com a cultura popular.

A cultura da Babilônia. Como a nossa, era opressivamente orientada a imagens. Também como a nossa, a cultura deles encontrava consolo no misticismo, com videntes, mágicos, astrólogos, conjuradores e toda sorte de adivinhadores. Contudo, tal “sabedoria” não pôde evitar que Nabuconosor ficasse louco e pastasse como um boi (Dn 4.28-33). Como a nossa, a cultura da Babilônia acentuava a beleza, a excelência, a inovação, a vaidade e a intemperança. Facilmente poderia ter seduzido um jovem religioso que caísse em seu regaço de luxúria. Contudo, Daniel criou uma contracultura consistente, que transcendeu a opulência babilônica. Num país de paganismo subjugante e atraente, o jovem israelita recusou firmemente a comida e os favores reais. Sua recusa era uma firmação clara sobre o que realmente importava: sua fé.

Daniel e seus companheiros permaneceram solidamente fiéis à Palavra de Deus, não só quando a obediência deles significava nadar contra a maré da cultura dominante, mas também quando significava que poderiam morrer por ela.

Daniel avaliava criticamente a verdade e a bondade dos estilos de vida. Até com a disponibilidade das escolhas do rei das comidas e vinho, Daniel escolheu não se contaminar, mas, por autocontrole, restringiu sua dieta a legumes e água. Ele estava na Babilônia, mas NÃO ERA da Babilônia.

Daniel testava suas visões do mundo babilônico à luz da fé que tinha. Quando exigiam que ele adorasse o rei ou qualquer coisa que sua fé considerava inaceitável, ele rejeitava. Ele utilizava o discernimento que Deus lhe dera e o conhecimento que tinha da Sagrada Escritura para discernir a cultura babilônica e para saber o que era bom e o que não era.

Com certeza a vida de oração de Daniel, o estudo da Escritura e o julgamento criterioso e a colocação em prático daquilo que as Sagradas Letras lhe falavam servem para os cristãos contemporâneos de exemplo recomendável de como interagir com a cultura popular.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

APLICATIVOS DO ORKUT

Vou ou não vou.

Descrição do aplicativo: VOU, NÃO VOU? Esta é a única questão que você precisará responder para azarar geral no Orkut! De maneira super simples e prática você poderá publicar sua foto e submeter-se a avaliação de milhares de gatos e gatas. Saber quem VAI ou quem NÃO VAI em você. E melhor, conferir quem combina com você.

Também é simples e prático o caminho que conduz para o inferno.

Um cristão precisa se preocupar com a aprovação de Jesus sobre o seu modo de vida, e não sobre a opção de outras pessoas, mundanas e desvirtuadas, sobre sua suposta sensualidade. Quem realmente é de Deus, não precisa de tais artifícios para ter sua autoestima elevada.

Além disso, a exibição do corpo, em fotos sensuais, e conversas inadequadas e totalmente maliciosas são ingredientes indispensáveis para ser “popular”. O inferno será bem populoso, repleto de pessoas que andam pelo caminho prático da perdição.

E pra conferir quem combina com você, basta ter uma vida de santificação que o próprio Deus se encarregará de lhe enviar alguém que combine contigo: alguém de Deus. Mas, caso você decida andar pelos caminhos tortuosos e tenebrosos que o inimigo de nossas almas diariamente nos propõe, ele também se encarregará de enviar alguém com quem você combine: um outro filho ou uma outra filha dele.

Basta decidirmos qual caminho queremos seguir: o mais fácil e carnalmente prazeroso, que conduz, porém, à perdição eterna, ou o de uma vida de renúncia, mas que garante a satisfação do nosso espírito e uma vida eterna com Deus. Se queremos viver com Ele na glória, temos que viver com Ele aqui.

Essa é apenas uma das "atrações" dentre muitas que os sites nos oferecem para nos fazerem andar segundo os conselhos dos ímpios, para que nos detenhamos nos caminhos dos pecadores e para que nos assentemos na roda dos escarnecedores.

Versículo para meditação, com grifos meus:

Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. (Hb 12.1 e 2).

Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo. (1 Pe 2.1 e 2).

Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, e vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou. (Cl 3.8-10).

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

A influência dos meios de comunicação

OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO AVANÇARAM EXPLENDOROSAMENTE NO SÉCULO PASSADO E NESTE NO QUAL ESTAMOS. NÃO PODEMOS NEGAR QUE TAIS AVANÇOS NOS TROUXERAM GRANDES BENEFÍCIOS, MAS NÃO PODEMOS NEGAR QUE MALEFÍCIOS TAMBÉM ACOMPANHARAM TAIS PROGRESSOS.

UM DOS PREJUÍZOS AOS QUAIS ME REFIRO É O FATO DE QUE, APESAR DE HOJE PODERMOS NOS COMUNICAR COM PESSOAS AO REDOR DE TODO O MUNDO COM APENAS UM CLIQUE, ESTAMOS CADA VEZ MAIS SOZINHOS E ISOLADOS, NÃO SÓ EM RELAÇÃO À SOCIEDADE COMO TAMBÉM, PRINCIPAL E INFELIZMENTE, EM RELAÇÃO ÀS NOSSAS FAMÍLIAS. NOS COMUNICAMOS MAIS COM OS COMPUTADORES DO QUE COM NOSSOS FAMILIARES. DISPONIBILIZAMOS DE TANTOS SITES E COMUNICADORES VIRTUAIS, MAS ESTAMOS CADA VEZ MAIS DISTANTES DE VERDADEIROS E REALMENTE AFETUOSOS RELACIONAMENTOS. A ISSO SE SOMAM A MANIPULAÇÃO DA INFORMAÇÃO E DAS NOTÍCIAS A FIM DE ATENDER AO INTERESSES DE DETERMINADAS CLASSES, A RIDICULARIZAÇÃO DOS VALORES MORAIS E ESPIRITUAIS, A INDUÇÃO AO ESTILO DE VIDA PROMÍSCUO E CONSUMISTA .

A FIM DE ESTARMOS ATENTOS A ESTES E OUTROS PREJUÍZOS QUE O MAU USO DA MÍDIA OU FALTA DE DISCERNIMENTO DE COMO UTILIZÁ-LA PODE NOS TRAZER É QUE ESTUDAREMOS, NO DECORRER DESTE TRISMESTRE, O CUIDADO COM A INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO.

AS INFLUÊNCIAS DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO E OS PERIGOS DA MÍDIA ELETRÔNICA FORAM OS TEMAS DAS DUAS PRIMEIRAS LIÇÕES, QUE ESTUDAMOS ONTEM.

domingo, 19 de setembro de 2010

Ordenação de Pastoras???

Atendendo a um bastante apropriado pedido, segue a posição de nossa Igreja, bem como da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, órgão máximo da denominação e Convenção à qual nossa Igreja está vinculada e se submete às determinações da mesma, sobre a ordenação de pastoras.

Posição Contrária à Ordenação de Pastoras

A Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, esclarece as dúvidas de muitos irmãos acerca do seu posicionamento contrário a ordenação de mulheres ao ministério pastoral, através de um parecer do consultor teológico da CPAD, pastor Antônio Gilberto que mostra biblicamente que não há subsídios bíblicos para a ordenação de pastoras.

Não, não é correto. É uma resolução e provimento de certas igrejas locais e mesmo denominações, e isso sem estrito suporte das Escrituras Sagradas, como ocorre com outros fatos de somenos alcance.

Jesus, no seu ministério terreno, teve auxiliares mulheres. Eram santas mulheres, que o serviram e aos seus apóstolos, de várias maneiras, até à cruz, mas Ele nunca as nomeou para o santo ministério, como este termo é hoje entendido entre nós. Ora, Jesus sempre sabia o que fazia e o que deveria ou não ser feito.

O apóstolo Paulo, constituído por Deus, pregador, apóstolo e mestre, o maior expoente como obreiro do Senhor, nunca separou, nem ordenou, nem mencionou diaconisas, pastoras, episcopisas (bispas), apóstolas, etc, apesar de carinhosamente destacar obreiras do Evangelho, cujos nomes estão eternizados nas páginas da Bíblia, por causa do dedicado e amoroso desempenho delas no serviço do Senhor.

Casos como o de 1 Timóteo 3.11, basta um exame acurado, demorado, erudito, imparcial e sem idéias preconcebidas do contexto, para se ver que não se trata de diaconisas. No caso tão citado de Febe (Romanos 16.1), a expressão "a qual serve a igreja" (literalmente "a qual exerce o diaconato"), sua construção frasal no texto original está no masculino. É que talvez não havia ali em Cencréia diáconos, por estar a obra no seu início, ou porque não havia diáconos suficientes, e então Febe deve ter desempenhado essas funções em caráter especial e provisório.

Ora, a obra de Deus não deve sofrer devido a limitações humanas como deve ter sido o caso da congregação de Cencréia (que na época era o porto oriental da cidade de Corinto).

Casos como o de Débora e Hulda (no Antigo Testamento) devem ser estudados nos seus respectivos contextos. Textos como Números 8.11, igualmente. No Novo Testamento, casos como o de Ana, as filhas de Filipe, as mulheres cooperadoras de Romanos 16, seguidas de Evódia e Síntique (em Filipenses), devem ser considerados em seus respectivos contextos diversos. Uma reflexão diante de Deus, partindo dos textos como 1 Coríntios 3.10-11 é fundamental aqui para o norteamento do consulente.

Ainda sobre a irmã Febe: em situações como a daquela igreja, Deus suscita a quem Ele quiser, mas isso não significa uma regra bíblica; é exceção. Isso revela a soberania de Deus, mas saiba-se que não é uma regra geral da parte do Senhor.

www.ministeiosaomiguel.com.br

http://cgadb.org.br/home/index.php?option=com_content&task=view&id=39&Itemid=36

Vivendo em Santificação

Pois é, meus lindos fofos, esqueci de cobrar de vocês suas impressões sobre o texto de Hb 12.14, mas nem por isso vocês não tiveram oportunidade de se manifestarem, não é mesmo? Bem, falha minha. Isso não se repetirá.

Mas, focando no tema de nossa lição, vejamos um pouquinho, então, sobre a santificação.

Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.

Hebreus 12.14

Devemos ter uma vida irrepreensível diante do Senhor, que em breve virá nos buscar. Não podemos agir de maneira ímpia, como se fôssemos viver neste mundo por muitos dias. Aqui não é a nossa pátria, somos estrangeiros. Não devemos nos conformar com o pecado, que nos cerca de tão perto.

Santificação é afastar-se do pecado e aproximar-se de Deus, buscando uma perfeita e íntima comunhão com Ele.

É um processo PERMANENTE em que mortificamos os desejos pecaminosos da carne e somos PROGRESSIVAMENTE transformados à semelhança de Cristo.

E esse é o objetivo da santificação: nos tornarmos cada vez mais parecidos com Cristo!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Próxima aula

A próxima aula está IMPERDÍVEL! Portanto, não percam! rs.

Até lá, meditem em Hebreus 12.14, e anotem suas impressões, ideias, pensamentos, sentimentos, opiniões, dúvidas, enfim, o que este texto lhe diz, para discutirmos na próxima aula, ok?

Amo todos vocês!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A Igreja de Cristo

Retomo aqui a conclusão de nossa aula e faço alguns acréscimos.

Onde não há compreensão, respeito e onde sobra a deturpação dos valores morais e espirituais (busca-se somente as bênçãos e os favores de Deus, e não a Ele e muito menos a uma vida que o agrade), a Igreja de Cristo deve lutar, ser valente, brilhar, incomodar as trevas, e salgar este mundo através do testemunho de vida (Mt 5.13-16; Fp 2.15).

Ser Igreja é não se conformar com este século, mas aceitar a transformação produzida pelo Espírito Santo (Rm 12.2). É cumprir a Grande Comissão de Cristo, levando o Evangelho, resgatando vida e fazendo discípulos (Mt 28.19 e 20; Mc 16.15). É lutar contra as portas do inferno. É passar pela porta estreita e trilhar o caminho apertado (Mt 7.13 e 14). É estar crucificado com Cristo para o mundo e o pecado; é viver vencendo o pecado, a carne, o mundo e o reino das trevas (Rm 6.6,10-18; gl 5.24; 1 Jo 2.15-17; Ef 6.10-18). É ser embaixador de Cristo (2 Co 5.20; 1 Pe 2.9) e ter a esperança de um dia morar eternamente com Ele no céu.

A Igreja foi escolhida por Deus para refletir a luz de Cristo no mundo. A Igreja carrega em si o caráter de Cristo. Isso significa que cada cristão deve parecer-se com Cristo, sendo assim um exemplo de vida no trabalho, na escola, na vizinhança, ou onde quer que vá. O verdadeiro cristão deve ser irrepreensível em todos os aspectos de sua vida. Ter a adoção de filhos (Gl 4.5 e 6; Rm 8.14-21; Jo 1.12 e 13) quer dizer que recebemos a natureza de Deus em nós pelo Espírito Santo quando fomos regenerados. Temos uma nova vida, um novo caráter, um comportamento guiado pelo Espírito Santo (2 Co 5.17).

O propósito da Igreja é glorificar a Deus, edificar-se, purificar-se, educar o seu círculo, evangelizar o mundo, agir como uma força que impõe limites e ilumina o mundo, promover tudo o que é bom.

Assim, a Igreja opera em três relações:

- Para cima, em direção a Deus, em culto e glorificação

- Para dentro de si mesma, em edificação, purificação, educação e disciplina

- Para fora, em direção ao mundo, em ministérios de evangelização e serviço

A Igreja deve ser a coluna e firmeza da verdade – 1 Tm 3.15.

Pregação do Evangelho: NÃO é um evangelho próprio, da forma que queremos pregar, nem um “evangelho fácil”; é o Evangelho de Jesus. Sobre esse Evangelho, falou o apóstolo Paulo, em Rm 1.16: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego”. A missão da Igreja NÃO mudou, continua a mesma, porque o Evangelho é o mesmo. O Evangelho de Jesus NÃO MUDA, então a missão da Igreja também NÃO muda.

Se a Igreja deseja conquistar esta geração, precisa se mantar apegada à Verdade que mantém a nossa fé coesa (que apresenta harmonia; ajustado, concorde; que obedece à lógica; coerente), e ainda responder às perguntas levantadas por uma GERAÇÃO ESVAZIADA DE CONTEÚDO CRISTÃO. A demonstração do AMOR e do CARÁTER CRISTÃOS, operados pelo PODER TRANSFORMADOR DO EVANGELHO, é a necessidade gritante desta hora.

A Igreja é composta por aqueles que foram transformados. A VIDA CONGREGACIONAL é composta por gente que se relaciona com Deus e com as pessoas. Portanto, a Igreja televisiva e eletrônica NÃO pode substituir a VIDA CONGRECIONAL, podendo apenas ser usada como meio de divulgação do Evangelho e como uma segunda opção para aqueles que TEMPORARIAMENTE impossibilitados de chegarem à congregação.

Estamos vivendo uma época semelhante àquela por que passaram os israelitas na época dos juízes, em que cada um fazia o que era reto aos seus olhos, e veja os resultados trágicos. Estamos repetindo o mesmo erro. Hoje, é cada um por si, e cada um faz o que quer e acha melhor para si, sem pensar nem sequer na própria família. É o individualismo e o egoísmo. A derrocada moral na sociedade já se instalou. Contudo, essa repetição de erro pode trazer uma derrocada moral para a igreja, onde seus bancos poderão se tornar testemunhas de pessoas cujas vidas estão distorcidas pelas consequências dos seus próprios pecados e pelas transgressões dos outros.

Cem anos atrás (no próximo ano a Assembleia de Deus completará 100 anos) as pessoas estavam adormecidas, mas não havia uma negação generalizada das verdades cristãs. As pessoas estavam dependendo apenas de um toque que viesse despertá-las e inicia-las. Hoje, a sociedade se tornou amoral. A própria categoria da moralidade não é reconhecida. Boa parte da sociedade não é apenas imoral; não existe moral.

O imoral age contra a moral. O amoral, nem sequer a conhece.

O ponto inicial de fazer missões neste século é MANTER A IDENTIDADE. Com o evangelho fácil que tem chegado ao mundo nos dias de hoje, muitas igrejas estão iguais ao mundo. “Venham como estão e permaneçam como estão”. Quando o mundo olhar para a Igreja e vê-la de forma igual a ele, a Igreja terá deixado de ser referência: será mais uma organização, igual às demais. A Igreja tem que ser diferente para manter a ordem no mundo (2 Ts 2 – “há um que agora resiste”). A Igreja é a ÚNICA referência para o mundo, e é a ÚNICA que pode colocar um pouco de ordem nele. Assim, A IGREJA PRECISA CONTINUAR SENDO A REFERÊNCIA!

UNIÃO – NÃO podemos trabalhar com a visão de cada um por si. É necessário trabalharmos em parceria (pedido do Pastor Leônidas para congregarmos durante a semana, e não só no domingo). A Bíblia diz que um reino dividido não prospera – Mc 3.24 e 25. Devemos unir nossas forças em prol da obra de Deus, ou estaremos fadados à derrota. PRECISAMOS aprender a dialogar e compartilhar projetos, e assim aprender uns com os outros, tanto nos acertos como nos erros!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Próxima aula

A próxima aula está IMPERDÍVEL. Portanto, não percam! Convidem seus amigos e parentes, tanto os que já são cristãos, mas estão ausentes na EBD, quanto aqueles que ainda não conhecem a Cristo.

Ah! Não se esqueçam de realizar a leitura bíblica diária proposta pela revista e fazer um relatório de, no mínimo 5 linhas, sobre aquele versículo que mais falar com você.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Salvação, o novo nascimento

O NOVO NASCIMENTO: JOÃO 3. 1 – 6

CARACTERÍSITCAS DO NOVO NASCIMENTO:

1ª) É ESPIRITUAL – O TEXTO-CHAVE NOS MOSTRA ISSO – NASCIMENTO DA ÁGUA E DO ESPÍRITO – JESUS É A FONTE DE ÁGUA VIVA.

2ª) QUANDO HÁ O NOVO NASCIMENTO, HÁ MUDANÇA DAS DISPOSIÇÕES ÍNTIMAS DA ALMA HUMANA – A PESSOA QUE NASCE DA ÁGUA E DO ESPÍRITO SE TORNA UMA NOVA CRIATURA EM CRISTO.

2 Co 5. 17.

3ª) PELO NOVO NASCIMENTO SOMOS FEITOS FILHOS E HERDEIROS DE DEUS.

Jo 1. 12 e 13; Rm 8. 14, 16 e 17.

4ª) QUANDO NASCEMOS DE NOVO, A ÁGUA QUE CONDUZ PARA A VIDA ETERNA PASSA A JORRAR DE NÓS.

Jo 4. 13 e 14.

5ª) O NOVO NASCIMENTO NOS RECONCILIA COM DEUS.

Rm 5. 10; 2 Co 5. 17 – 19.

6ª) A PARTIR DO NOVO NASCIMENTO, MORREMOS PARA O PECADO E PARA AS OBRAS DA CARNE E VIVEMOS PARA DEUS, GUARDANDO SEUS MANDAMENTOS. AQUELE QUE É NASCIDO DE NOVO NÃO PECA, ISTO É: NÃO VIVE NA PRÁTICA DO PECADO, POIS TEM UM “SISTEMA DE ALERTA” QUE O PREVINE CONTRA AS TRANSGRESSÕES. ESSE SISTEMA DE ALERTA SÃO AS ADVERTÊNCIAS DO ESPÍRITO SANTO QUE HABITA NAQUELE QUE É NASCIDO DA ÁGUA E DO ESPÍRITO. ASSIM, AQUELE QUE É NASCIDO DE NOVO NÃO VIVE EM/NO PECADO, NÃO TEM O PECADO COMO UM ESTILO DE VIDA, POIS A VIDA DAQUELE QUE TEVE O NASCIMENTO ESPIRITUAL REFLETE O DESEJO DE SEGUIR O EXEMPLO DE CRISTO E SERVI-LO COM FIDELIDADE E SANTIDADE.

O PECADO NÃO TEM LUGAR NA VIDA DAQUELE QUE NASCEU DA ÁGUA E DO ESPÍRITO. ELE DEIXA, ABANDONA O PECADO E PRATICA A RETIDÃO.

O NASCIDO DE NOVO NÃO COMETE PECADO DURADOURO OU HABITUAL; ELE NÃO PERSISTE NO PECADO. ANTES, BUSCA ARDUAMENTE A RETIDÃO.

Rm 6. 1 – 4, 6, 11; Rm 8. 5 – 7, 9a, 10; Gl 5. 16, 17, 19 – 21, 24; Ef 4. 31; Cl 3. 5 – 8; 1 Pe 2. 1; 1 Jo 2. 3 – 6; 1 Jo 3. 6 e 9; 1 Jo 5. 18.

7ª) OS NASCIDOS DA ÁGUA E DO ESPÍRITO PENSAM NO QUE É PRÓPRIO DO ESPÍRITO E PRATICAM AS OBRAS DO ESPÍRITO.

Rm 8. 5; 1 Co 2.16; Gl 5. 22; Fp 4. 8; Cl 3. 1 – 3.

8ª) O NOVO NASCIMENTO – EM CRISTO – VIVIFICA E NOS TRAZ O PERDÃO DOS NOSSOS PECADOS, NOS LIVRANDO DA CONDENAÇÃO.

Jo 6. 63; Rm 8. 1 e 10; Ef 2. 1, 4 – 6; Cl 2. 13 e 14.

9ª) O NOVO NASCIMENTO NOS TORNA CHEIOS DE AMOR (A DEUS E AO PRÓXIMO).

1 Jo 3. 14; 1 Jo 4. 7, 8, 11 - 13, 16, 19 – 21.

10ª) O NOVO NASCIMENTO NOS TORNA VENCEDORES EM CRISTO JESUS.

Rm 8. 31 – 39; 1 Co 15. 57; 1 Pe 1. 22; 1 Jo 5. 4 e 5.

11ª) QUANDO NASCEMOS DA ÁGUA E DO ESPÍRITO, A “SEMENTE DE DEUS” PERMANECE EM NÓS. OU SEJA, TANTO A NATUREZA DE DEUS COMO A SUA PALAVRA E O SEU ESPÍRITO PERMANECEM NO CRISTÃO, POIS ELE É NOVA CRIATURA EM CRISTO JESUS. É UMA HABITÇÃO MÚTUA: DE DEUS NO CRENTE E DO CRENTE EM DEUS.

1 Jo 3.9 e 24; 2 Co 5. 17; 1 Pe 1. 23.

12ª) O NOVO NASCIMENTO É ALGO SOBRENATURAL, QUE NOS RESSUSCITA, POIS ATRAVÉS DELE PASSAMOS DA MORTE PARA A VIDA.

1 Jo 3.14, parte a.

13ª) O NOVO NASCIMENTO NOS RENOVA PARA O CONHECIMENTO.

Cl 3. 9 e 10.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Pecado

O pecado é a recusa em sujeitar-se a Deus e à Sua Palavra. É inimizade contra Deus (Tg 4.4) e desobediência - Rm 8.7; 5.6 e 10; Cl 1.21; Rm 11.32; Gl 3.22; Ef 2.2.

TODOS estamos sujeitos à tentação, que é o que, caso não seja resistida, nos leva ao pecado. Até o nosso Senhor foi tentado, mas não sucumbiu - Hb 4.15.

Mas, e quanto a nós? Como podemos resistir à tentação? Como em tudo na nossa vida, a Palavra de Deus nos ensina: Tg 4.7; Fp 4+8; Cl 3.1-5, 8-10, 12-17; Rm 12.2.

Seguem agora algumas outras simples explicações acerca do pecado, baseadas em 3 trechos da Palavra de Deus, e um posicionamento cristão, é claro, no que diz respeito ao modernismo, que afirma que o pecado não é pecado, mas apenas um problema ou uma doença. Ainda falaremos do pecado para a morte. Então, vejamos.

Tg 1.13-15: Se permitirmos que nossa mente se demore sobre alguma tentação ou desejo errado, acabaremos praticando um ato pecaminoso, e tornaremos o pecado em um hábito de vida, o que resultará na morte espiritual e eterna, ou seja, seremos eternamente separados de Deus, pois o salário do pecado é a morte - Rm 6.23.

Fp 4.8: Não podemos demorar-nos em maus pensamentos, ou aceitá-los. Em si mesmos, os maus pensamentos não são pecado, mas, quando nos demoramos neles e permitimos que eles incubem, fatalmente eles nos levam ao pecado. E nós, em Cristo Jesus, temos o poder e o dever de rejeitá-los.

Mt 5.28: A palavra grega para "olhar" é um particípio que significa "continuar olhando". O pensamento passageiro não torna o indivíduo culpado nem o obriga a cometer o pecado. Mas o pensamento contínuo leva à prática, à consumação do pecado, e o torna também, caso não haja o arrependimento e a conversão (mudança de direção, de caminho, de rumo), um estado contínuo, ou seja, a pessoa passa a viver no pecado.

Modernismo: o pecado não é pecado, é apenas um problema ou uma doença que pode ser curada por meio de terapia. Em decorrência de tal visão, que infelizmente também domina algumas mentes que deveriam ser guiados pela visão de mundo cristã, muitos crentes, quando pecam, procuram o pastor da igreja para dizer-lhe que estão com um problema, e não para dizerem que pecaram e precisam de ajuda para se libertar do erro.

1 Jo 5.16 e 17 (pecado para a morte): É a transgressão que, cometida de livre e espontânea vontade, ignora premeditadamente os reclamos do Espírito Santo e as reivindicações da Palavra de Deus. É o pecado que foi concretizado sem que o transgressor tenha sido tentado ou induzido a cometê-lo, já que o faz para mostrar que se rebelou contra o Senhor e para declarar-lhE irreconciliável inimizade.

Rejeitando o homem de tal forma a Deus, como alcançará ele a misericórdia?

Devido à sua contumácia, ele mesmo fecha as portas da reconciliação.

Vejam a ligação entre o pecado para a morte e a blasfêmia contra o Espírito Santo, tema já postado em nosso blog.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Os seres angelicais

Meus amados, como combinado, seguem algumas parcas explicações sobre os anjos. A informações se baseiam, especialmente, na Teologia Sistemática de Eurico Bergstén.

Diante do estudo sobre os anjos, convém lembrar que a Bíblia é a ÚNICA fonte que nos dá conhecimento sobre esta importante doutrina.

A Bíblia revela que existe entre os anjos dos céus uma ordem hierárquica, uma relação de subordinação entre as diferentes categorias. Colossenses 1.16 menciona essa graduação em ordem decrescente, e Efésios 1.21 a menciona em ordem crescente. A graduação de autoridade entre os anjos corresponde às suas diferentes funções.

Os anjos maus também obedecem a uma ordem hierárquica, sob o domínio de Satanás.

ANJOS "COMUNS"

São "o exército de Deus". São os servidores celestiais de Deus. A palavra "anjo" significa "mensageiro".

OS VINTE E QUATRO ANCIÃOS (Ap 4.4-10; 5.5-14; 7.11-13; 11.6; 14.3; 19.4; 21.12 e 14)

Estão junto ao trono de Deus. Eles representam a Igreja de Deus de todos os tempos. Doze anciãos representam a igreja do Velho Testamento (as doze tribos de Israel) e doze anciãos representam a igreja do Novo Testamento (os doze apóstolos do Cordeiro).

OS QUERUBINS (Hb 9.5; Êx 25.19; 26.1 e 31, além de inúmeras outras passagens)

Também são chamdos de "querubins da glória".

Deus ordenou que fossem feitos dois querubins de outro para, em uma só peça, fazerem parte do propiciatório, acima da arca, o lugar mais sagrado do culto divino no Velho Testamento. Deus mandou também que fossem bordados querubins, de obra prima, sobre o véu, bem como nas cortinas do tabernáculo.

OS QUATRO SERES VIVENTES (Ap 4.6-9; Ez 10.20)

Eles se destacam entre os QUERUBINS. Sempre se acham ao redor do trono de Deus e do Cordeiro e estão cheios de olhos por diante e por detrás.

OS SERAFINS

São mencionados uma única vez, em Is 6.1-6. Possuem três pares de asas: com duas voam, com duas cobrem o rosto em reverência diante de Deus, e com duas cobrem os pés, para que as suas próprias obras não apareçam.

ARCANJO (Jd 9; Ap 12.7; Dn 10.13 e 21; 12.1; 1 Ts 4.16)

Sim, no singular, pois a Bíblia fala de apenas UM arcanjo: Miguel. É o anjo de mais autoridade sobre os anjos comuns. Ele acompanhará o arrebatamento da Igreja.

SATANÁS

Em hebraico, significa adversário.

DIABO

Em grego, caluniador.

Convém observar a distinção, do original grego, entre um demônio, isto é, um espírito imundo, e o diabo, o espírito supremo do mal e da injustiça.

Também chamado (na Bíblia, é claro) Abadom e Apoliom, Belzebu, Belial, o Maligno, a antiga serpente, o acusador dos filhos de Deus, o deus deste mundo (século), o enganador, a fonte de todo mal, homicida desde o princípio, o maioral dos demônios, o príncipe das potestades do ar, o pai da mentira, sagaz, astuto, dragão.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Nosso culto está chegando...

Por isso, é imprescindível que você participe da nossa CONSAGRAÇÃO, no sábado, dia 31/07, às 8h30min. Deus ministrará sua rico, poderosa, verdadeira e gloriosa Palavra às nossas vidas por intermédio do querido Pr Silvino. E depois desfrutaremos da preciosa comunhão com os irmãos durante um delicioso café da manhã. NÃO PERCA!!!

A blasfêmia contra o Espírito Santo

Mateus 12.31 é o texto que nos fala sobre a blasfêmia contra o Espírito Santo.

A blasfêmia contra o Espírito Santo é a REJEIÇÃO CONSCIENTE, CONTÍNUA E DELIBERADA (PROPOSITAL) do testemunho que o Espírito Santo dá de Cristo, da Sua Palavra e da Sua obra de convencer o homem do pecado (Jo 16.7 e 8). Em outras palavras, é a resistência ao Espírito Santo e a contínua recusa em cumprir a vontade de Deus.

Resistir ao Espírito Santo consiste em recusar, de forma consciente, a vontade divina transmitida pelo Espírito Santo mediante a Palavra de Deus e por meio de Seu trabalho em nossos corações.

Aquele que rejeita a voz do Espírito e se opõe a ela afasta de si mesmo o ÚNICO recurso que pode levá-lo ao arrependimento e ao perdão - o Espírito Santo.

Vejamos os passos que levam à blasfêmia contra o Espírito Santo:

* Entristecer o Espírito - Ef 4.30. Se esse ato for contínuo, levará à resistência ao Espírito. Assim como Jesus se entristeceu, o mesmo ocorre com o Espírito Santo, pois Jesus Cristo é Deus da mesma forma que o Espírito Santo é Deus.

O crente causa tristeza ou pesar ao Espírito Santo quando não dá importância à Sua presença, à Sua direção, à Sua voz.

O Espírito Santo também se entristece quando desprezamos a vontade divina e preferimos nossos desejos e ambições, quando não reverenciamos a Sua presença e a Sua voz e quando não buscamos a Sua direção.

Mathew Henry nos ensina que toda conversação maligna e corrupta, que estimule os desejos pecaminosos e a luxúria, contrista o Espírito Santo.

* Extinguir (apagar dentro da própria pessoa) o Espírito - 1 Ts 5.19. O termo traduzido por "extinguir" tem o sentido de apagar aos poucos uma chama, uma fogo que arde. Portanto, extinguir o Espírito é agir de modo a impedir, suprimir ou limitar a manifestação do Espírito do Senhor.

* Endurecer o coração - Hb 3.7-13. O endurecimento do coração leva a uma mente infame e depravada, a ponto de chamar o bem de mal e o mal de bem, ou seja, leva à cauterização da mente (ela fica insensível ao pecado) e à total cegueira espiritual e moral (Rm 1.28; Is 5.20; 2 Tm 3.8). O Espírito Santo fala conosco a respeito do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.7 e 8). Se formos indiferentes à Sua voz, nossos corações se tornarão cada vez mais duros e rebeldes, a ponto de se tornarem insensíveis à Palavra de Deus e aos apelos do Espírito de Deus. A verdade e o viver em retidão já não serão prioridades. Cada vez mais buscaremos prazer nos caminhos do mundo e não nos caminhos de Deus.

Concluímos dizendo que a blasfêmia contra o Espírito Santo é IMPERDOÁVEL porque, sendo Ele quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo e quem intercede por nós, como operará tal obra em nossas vidas se Ele for intencionalmente rejeitado? (Jo 6.7-11; Rm 8.26 e 27).

quarta-feira, 21 de julho de 2010

AVISOS IMPORTANTÍSSIMOS SOBRE NOSSO CULTO!!!

Componentes do GLIV, fiquem ATENTOS para os comunicados abaixo! (e para a correção que acabei de fazer nas datas, pois tinha digitado errado - rs.)

ENSAIO GERAL para o culto: dia 25/07, às 15h00min.

NÃO haverá ensaio no próximo sábado, dia 24/047, em função do culto de aniversário da Corporação Musical Harmonia Celeste.

Ah! Observem, no topo, que já está postado o versículo tema do nosso culto! He! He!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Deus, Jesus e o Espírito Santo

Bem, meu lindos e minhas lindas, vocês já conheceram mais um pouco a Deus e a Jesus. No próximo domingo, venham matar a saudade de mim e conhecer um pouco mais o Espírito Santo.
Conto com vocês.
Vos amo.

domingo, 4 de julho de 2010

Revista da Monica sobre drogas

Olá, deem uma olhadinha nesta revista da Mônica sobre drogas. Muito legal!

http://www.monica.com.br/institut/drogas/

terça-feira, 29 de junho de 2010

Novo Trimestre Ebenezer II

Já sabemas que A Atualidade da Mensagem da Bíblia é comprovada por muitos fatos, inclusive pelo fato de que Ela traz diretrizes para O Adolescente e Seus Relacionamentos, além de conter os Fundamentos da Nossa Fé, como veremos no novo trimestre, que em breve terá início.

NÃO PERCAM!
PARTICIPEM!!!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Jugo Desigual

A paz do Senhor a todos.
Não é possível tratarmos aqui todo o assunto abordado na aula de ontem. Mas, seguem alguns dos trechos do assunto abordado. Leiam, meditem, pratiquem.
Adolescente, suas escolhas, caso não sejam feitas de acordo com os preceitos divinos, comprometerão você por TODA a sua vida. CUIDADO!
Deus não faz acepção de pessoas. Ocorre que Ele não quer mistura entre o povo que faz a vontade dEle e o povo que faz a vontade do mundo (e, consequentemente, do diabo), porque a amizade do mundo é inimizade contra Deus, como nos ensina a Atual Mensagem de Deus - a Bíblia -, em Tiago 4.4.
A vontade e a direção de Deus não são consideradas em primeiro lugar por um descrente. Ele não tem o Espírito Santo habitando dento de seu coração. Assim, que comunhão pode haver entre uma pessoa cheia do Espírito Santo de Deus (uma pessoa que é templo do Deus Vivo) e uma pessoa que ainda está envolta em trevas, em perdição e em desobediência?
Temos a responsabilidade de manter nossa comunhão com Deus e de evitar QUALQUER COISA que possa se colocar entre nós e Ele!!!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Contrua seu futuro, não o destrua!

Na nossa última aula tivemos a rica oportunidade de conversar sobre os relacionamentos "amorosos" (as aspas se justificam pelo fato de que muitos relacionamentos têm "tudo", menos amor).
Aproveite sua adolescência para contruir seu futuro, e não para destruí-lo com atos que, muitas vezes, podem nem trazer consequências imediatas, ou consequências que você pode até ignorar por um certo tempo, mas que no porvir lhe trarão sérios prejuízos e lhe custarão MUITO caro física, emocional, financeira e, principalmente, espiritualmente.
Os prazeres do mundo sempre parecem superiores aos que podem ser desfrutados na presença de Deus. Mas, quando DE FATO usufruímos da VERDADEIRA comunhão com o Altíssimo, vemos quanto tempo perdemos por querer "curtir" a vida.
Aproveite sua vida, adolescente, vivendo-a para Jesus, servindo-O na Sua causa Santa.
Seguem alguns versículos que falam sobre a questão da necessidade de santificação também nos relacionamentos amorosos, ok?
1 Co 6.10 e 18-20; Ef 5.3-8; Ap 21.8 e 27; Ap 22.15; 1 Ts 4.3-7; 1 Ts 5.22 e 23; 1 Pe 1.17.

CONFIRAM OS VERSÍCULOS!!!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

A Última Chance!!!

Gente! O próximo ensaio, é última oportunidade pra quem quiser participar do grupo que vai cantar no culto.
Se você não tem participado dos ensaios, ou nunca cantou com a gente e quer começar, esta é a hora! Depois de 12 de Junho (próximo sábado), só incluiremos novos adolescentes na listagem do grupo Lírio do Vales(que canta) em Agosto.

Obs.: As aulas da Escola Dominical (Classe Ebenezer I e II)
esperam por você todos os domingos do ano.

QUALQUER dúvida (ou justificativas), deixe nos comentários ou mande um e-mail pra gente: adolescentesadsm@hotmail.com, ok?!
.
Lembrem:
Próximo ensaio, Sábado,
12 de Junho, 15 horas.
Participem!
.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Nosso Culto 2010!

Marquem na agenda e no coração:
31 de Julho
19 horas


Aqui abaixo estão os links dos vídeos com os hinos que vamos cantar!

TERRA FÉRTIL
Ministério Além do Véu

Eu quero entrar, nos átrios do pai
E regozijar-me em Tua presença
E ali me prostrarei com toda reverência
E entregarei minha humilde oferta
Meu coração minha vida, meu ser, te entregarei
Colher o que há de bom em Tua palavra
E descansar em Teus braços de amor
Quero Teu arado, preparando minha vida
Revolva com vontade o mais profundo de mim
Tire as pedras e os espinhos, terra fértil quero ser
Pra Teu louvor, faz-me Senhor
Eu quero ser usado sem medida
Prepara-me Senhor, capacita-me Senhor
Te entrego a direção da minha vida
S
ou tão dependente desse Teu amor
Uma pequena gota, em Teu grande mar
Move as Tuas águas, enche-me de Ti
Eu quero Senhor transbordar



ÉS MEU REI
Igreja Bíblica da Paz

Quanto amor, entregou
Quanto sangue, derramou
Deu-me um coração
Novo coração
Nova vida me deu
Quanta dor, Ele sofreu
E na cruz, Ele morreu
Mas ressuscitou
Para o céu voltou
E no trono está
És o Rei
E sobre o terra és Senhor
O brilho da Tua coroa é como o sol
Ilumina o meu coração
És meu Rei
E tudo que tenho eu Te dou
Pois tudo já deste por mim naquela cruz
Minha história um rumo tomou



ONE DESIRE
Hillsong

Pra esta música, ainda não temos letra definida,
mas logo, logo estará disponível no blog, com todas as adaptações!

.

Eu volto em breve, com muito mais novidades sobre o nosso culto!
Não se esqueçam do nosso compromisso de oração, para que nosso trabalho não seja em vão, mas recebido pela misericórdia do Senhor. Amém?

Beeeeijos, meus amores!
GUID ~

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Eu e os Amigos / Eu e o Grupo

Quero enfatizar algumas colocações importantíssimas feita pela nossa revista no que diz respeito ao nosso relacionamento com a sociedade e com os grupos de amigos.
Você pode questionar: "Se toda a turma vai a festas mundanas, por que o jovem crente não pode ir?" ou "Se grande parte dos meus amigos pode experimentar novas sensações, por que eu não posso?"
A resposta é simples: PORQUE VOCÊ É SALVO EM CRISTO JESUS.
Suas atitudes devem ser guiadas pela Palavra de Deus, e não pelas distorções éticas e morais da sociedade corrompida e perversa na qual vivemos

Jesus certa vez afirmou que somos o sal da terra (Mt 4.13). Não sei se você já notou, mas o sal não é "maioria" em nenhum prato. O sal talvez seja a menor porção em qualquer situação culinária; todavia, sabemos como é desagradável comer um simples pastelzinho sem sal. VOCÊ É SAL da terra. Portanto, deve ser diferente! Mesmo sendo em pouca quantidade, VOCÊ DEVE INFLUENCIAR, fazer a diferença, e não se deixar ser influenciado.
Nós temos duas cidadanias: a terrena e a celestial. Jesus nos consolou dizendo: "Se o mundo vos aborrece, saiba que, primeiro do que a vós, me aborreceu a mim" (Jo 15.18). Ele explicou que o mundo nos odeia porque não fazemos parte da sua forma de pensar e agir. Estamos em outra direção, temos outro rumo: buscamos agradar a Deus para ganharmos o céu.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Nossa relação com a Pátria

As obrigações sociais são um princípio bíblico e, portanto, dever de todos, inclusive dos cristãos.

Vejamos o que nos diz 1 Coríntios 10.32: Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos nem à igreja de Deus.

Não é porque somos forasteiros nesta terra que viveremos como foras-da-lei. Se estamos sendo transformados segundo a imagem de Cristo, temos o DEVER de demonstrar isso ao mundo por meio de nosso proceder como Filhos de Deus, especialmente em nosso proceder como bons cidadãos.

Deus instituiu o Estado para proteger a humanidade, neste mundo caído, do caos. As autoridades, então, criam leis para refrear o mal através da punição dos malfeitores e da proteção dos elementos bons da sociedade. Por isso, devemos orar pelas autoridades, como nos ordena Paulo em sua Primeira Carta a Timóteo, no Capítulo 2, versículos de 1 a 3.

Assim, devemos obedecer e orar, por amor a Deus, dando bom testemunho, e levando outros ao conhecimento de Cristo.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Jovens e Velhos

O vigor do jovem e a sabedoria do velho, se unidos, ganharão muito terreno na luta contra o inimigo e na expansão do Reino de Deus. Pense nisso!

sábado, 24 de abril de 2010

Problemas em família e conclusão

Como aprendemos com o nosso amado e querido Pastor Leônidas, no dia 16.04.10, no culto de doutrina, desde o princípio as famílias escolhidas e usadas por Deus têm problemas de relacionamento, como a família de Jacó, por exemplo. Contudo, no nesse caso específico, Jacó teve um ENCONTRO COM DEUS e fez um propósito de voltar à casa de seu pai e reconciliar-se com seu irmão, propósitos estes que ele se esforçou por alcançar e conseguiu. Para os detalhes interessantíssimos desta história, leia Gênesis, capítulos 25 a 33. O fato é que relações familiares podem ser bem complicadas, mas com a ajuda de Deus conseguiremos vencer as barreiras e viver em família da maneira como Deus planejou: em paz e harmonia, glorificando a Deus e sendo sal da terra e luz do mundo como família também.
Para concluir, embora ainda haja muitas coisas que poderíamos falar sobre o tema pais e filhos, quero deixar para nossa meditação quatro versículos (com grifos meus):
Escute o seu pai, pois você lhe deve a vida; e não despreze a sua mãe quando ela envelhecer. Compre a verdade, a sabedoria, a instrução e o bom senso, mas não venda nenhum deles. O pai que tem um filho correto e sábio ficará muito feliz e se orgulhará dele. Faça que seu pai se alegre por causa de você; dê à sua mãe esse prazer - Pv 23.22-25 NTLH.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O mundo prega a desobediência

O mundo diz que é RIDÍCULO obedecer aos pais e, muitas vezes, iludidos com o mundo, queremos ter amizade com ele e passamos a seguir seus sórdidos conselhos. Mas, a Bíblia deixa claro que a amizade com o mundo é inimizade contra Deus. Logo, como já temos visto, para ser amigo de Deus é preciso resistir ao mundo e a seus ímpios preceitos e seguir a Deus e Seus mandamentos, e isso inclui obedecer e honrar aos pais.
Referências: Tg 4.4,7; Jo 14.15; 15.14; Êx 20.12 e Ef 6.1-3.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Honrar aos pais

O versículo diz tudo (grifos meus):

Se você amaldiçoar os seus pais, a sua vida terminará como uma lâmpada que se apaga na escuridão - Pv 20.20 NTLH.

O que a seu pai ou a sua mãe amaldiçoar, apagar-se-lhe-á a sua lâmpada e ficará em trevas densas - Pv 20.20 ARC.

terça-feira, 20 de abril de 2010

A questão da disciplina

Ninguém gosta de ser disciplinado, mas a disciplina é indispensável para formar um bom caráter, tanto moral quanto espiritual. Logo, é dever dos pais disciplinar seus filhos, uma vez que eles são a autoridade constituída por Deus sobre os filhos e responsáveis pela formação destes. Assim, a disciplina no lar garante ordem, respeito, prosperidade e bênçãos. Antes de citarmos os textos bíblicos que falam sobre a disciplina, precisamos ressaltar que esta, se aplicada da maneira como a Bíblia nos ensina, não é nem relapsa nem severa demais. A disciplina consiste em não abandonar os filhos à loucura de uma vida sem governo. Para isso, muitas vezes, além de instruí-los, é necessários castigá-los. Vamos aos versículos (os grifos são meus, tá?):
E vós, pais, não provoquies a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e na admoestação [disciplina] do Senhor - Ef 6.4.
O que retem a sua vara aborrece a seu filhos, mas o que o ama a seu tempo o castiga - Pv 13.24.
O filho sábio ouve a correção do mais; mas o escarnecedor não ouve a repreensão - Pv 13.1.
Porque o mandamento é uma lâmpada, e a lei uma luz: e as repreensões da correção são o caminho da vida - Pv 6.23.
Pega-te à correção e não a largues: guarda-a, porque ela é a tua vida - Pv 4.13.
O tolo despreza a correção de seu pai, mas o que a observa a repreensão prudentemente se haverá [prosperará] - Pv 15.5.
O que rejeita a correção menospreza a sua alma, mas o que escuta a repreensão adquire entendimento - Pv 15.32.
Não retires a disciplina da criança porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno - Pv 29.13 e 14.
Castiga o teu filho enquanto ainda há esperança - Pv 19.18a.
A vara e a repreensão dão sabedoria, mas o rapaz entregue a si mesmo envergonha a sua mãe - Pv 29.15.
E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela - Hb 12.11.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Ebenezer II estuda a relação entre Pais & Filhos

Como o título da postagem já diz, a relação entre pais e filhos foi o foco de nosso estudo na última aula, dia 19/04/10. Como uma única aula não é suficiente para esgotarmos o assunto, continuaremos a abordá-lo, no decorrer desta semana, aqui, no nosso blog.


Nosso Deus é perfeito, maravilhoso e misericordioso, e usou o Pb Anderson para, no domingo à noite, confirmar e complementar aquilo que comentamos na parte da manhã em nossa classe. Agredeço muito a Deus por isso, pois Ele tem nos ensinado Sua Palavra.


Bem, hoje começaremos com dois textos, que serão seguidos, no decorrer dos dias, por pequenas explicações e meditaçãos, ok? Espero que todos nós possamos realmente meditar naquilo que Deus tem ministrado a nossas mentes e nossos corações. Assim, não nos conformaremos com este mundo tenebroso, mas renovaremos nossos entendimentos segundo a Verdade e seremos amigos verdadeiro de Jesus, por fazermos aquilo que Ele nos manda.

Pois vocês sabem muito bem que, quando se entregam a alguma pessoa para serem escravos dela, são, de fato, escravos dessa pessoa a quem vocês obedecem. Assim sendo, vocês podem obedecer ao pecado, que produz a morte, ou podem obedecer a Deus e ser aceitos por ele. Rm 6.16 NTLH.

Não sabei vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? Rm 6.16 ARC.

Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais, no Senhor, porque isso é justo. Honra a teu pais e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. Ef 6.1-3 ARC (grifos meus).

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Nossos caminhos devem bilhar

Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais
até ser dia perfeito.
Pv 4.18

terça-feira, 13 de abril de 2010

Amizade

JESUS é o melhor amigo que alguém pode ter. Em nossas amizades, sempre nos associamos àqueles que se parecem conosco, em ideais e comportamentos. Em nossa amizade com Cristo não deve ser diferente: devemos pensar como Ele e agir como Ele, se queremos ser seus amigos.

O Pastor Leônidas nos ilustrou como um filho herda características do pai. Assim, se somos filhos de Deus devemos nos assemelhar a Ele.

Em nossas amizades humanas, muitas vezes, nossos "amigos" nos incentivam a abandonar o Fiel e Verdadeiro Amigo, nos estimulando a andar por caminhos tortuosos, cujo final é morte eterna. Contudo, quando as consequências desses caminhos nos encontra, tais "amigos" nos abandonam. Jesus, ao contrário, mesmo quando a tempestade assola o barco em que estamos, Ele permanece conosco, e ainda que nosso corpo física peraça, nosso corpo espiritual estará com Ele ETERNAMENTE!

Nos amamos nossos amigos e somos capazes fazer de muitas coisas por eles, de fazer até alguns "sacrifícios". Mas, Jesus, nos amou quando ainda éramos Seus inimigos, quando ainda estávamos mortos em nossos pecados. Ele se entregou por nós, nos amou primeiro.

Amemos a Deus e O adoremos em espírito e em verdade, obedecendo Seus mandamentos, sendo amigos comprometidos com Ele, com Sua Igreja e com aqueles que Ele tem nos dado por amigos aqui nesta terra, não amando apenas por palavra, mas por obra e em verdade, pois Ele nos amou primeiro, como nos ensinou o Tio Márcio.
Vos sereis meus amigos, SE fizerdes o que eu vos mando.
João 15.14.
Algumas referências bíblicas: Ef 4.29-32; Fp 4.8; Cl 3.1 e 2; Ef 2.10; ! Jo2.4-6 e 15-17; 1 Jo 3.18; 1 Jo 4.19; Tg 4.4.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Novo Trimestre

Como nos ensinou o aluno Danilo, Deus escreveu a Bíblia para nós a lermos, e se não o fazemos, estamos ignorando a Deus. E, depois de constatarmos como a mensagem da Bíblia realmente é atual, válida para qualquer pessoa, de qualquer época, em qualquer lugar, aprenderemos, neste novo trimestre, o que a Palavra de Deus tem a nos ensinar a respeito de nossos relacionamentos. Se não lemos a Bíblia, deixamos de ouvir o que Deus tem a nos dizer também acerca de como nos relacionar com o mundo e com as as pessoas que nos cercam.

PARTICIPE!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Projeto Ebenezer II - Resultados

Nossas amados alunos apresentaram, neste domingo, dia 28 de março de 2010, os projetos de encerramento do trimestre. Por meio de suas interessantes e muito bem elaboradas explanações ficaram demonstradas a inerrância, a confiabilidade, a autenticidade e a Atualidade da Mensagem da Bíblia.
Aprendemos bastante e fomos poderosa e grandemente edificados.
Louvamos a Deus pela vida de todos nossos alunos e pelo trabalho que Ele tem realizado em nossas vidas.
Que nós conheçamos e prossigamos em conhecer a Deus e a dar frutos (Oséias 6.3 e João 15.16).
"Deus escreveu a Bíblia para nós lermos. Portanto, se nós não a lemos, estamos ignorando a Deus" - Danilo Oliveira de Araújo (aluno Ebenezer II).

segunda-feira, 22 de março de 2010

Projeto Ebenezer II

Tudo o que ocorre ao nosso redor, os fatos históricos, as descobertas arqueológicas, as profecias bíblicas que se cumprem, os avanços da verdadeira ciência comprovam a Atualidade da Mensagem da Bíblia. Com base nosso, nós, da Ebenezer II, apresentaremos, no próximo domingo, dia 28 de março de 2010, fatos que comprovam tal atualidade. Bem, pelo menos eu, no meu tempo de escola (bem pouco tempo atrás, sabe?), aprendi que no Brasil não havia e nunca haveria terremotos e furacões. O detalhe é que estas coisas estão acontecendo por aqui. Por acaso a Bíblia já não nos alerta sobre isso há muito tempo? Esse foi somente um exemplo. Faça sua pesquise, organize seus argumentos e participe!

Atenção aos Recados - Texto de Carlos Matheus Tarzia Jr.

No Evangelho Segundo Mateus, no capítulo 27, versículo 19, lemos: "Estando Pilatos sentado no tribunal, sua mulher lhe enviou esta mensagem: 'Não se envolva com este inocente, porque hoje, em sonho, sofri muito por causa dele'".

Sofrer em sonho por causa de Jesus não parece ser algo muito comum. A mulher de Pilatos, embora nada mais saibamos a reispeito dela, sofreu muito na noite em que Jesus foi traído, preso, negado e declarado réu de morte pelos líderes judeus. Bem cedo, na sexta-feira da Paixão de Cristo, ela mandou dizer ao seu marido, o Governador Pilatos, que não se tornasse cúmplice da morte do justo e inocente Jesus.

Recados, avisos e mensagens são importantes. Mas se não lhes damos atenção e valor, tornam-se inúteis e até fatais. Pilatos, diante da pressão dos inimigos de Jesus, não deu importância às palavras de sua esposa. Embora reconhecendo que as acusações contra Jesus eram falsas, ele lavou as mãos diante da multidão (Mateus 27.24), como se nada tivesse a ver com aquilo, e "mandou açoitar Jesus e o entregou para ser crucificado" (Mateus 27.26).

Certamente cada um de nós já leu ou ouviu muitos recados. Os que se referem a Jesus, o Filho de Deus, que voluntariamente se entregou por nós (João 10.18), devem merecer a nossa atenção especial. Não sejamos como Pilatos!

A mensagem de hoje é um recado de Deus e soa assim: "Envolva-se com Jesus! Creia nEle e receba Seu perdão e a Sua paz. Permaneça unido com Ele em fé, amor e obediência sincera e voluntária". Esta será a sua vitória e felicidade.

Esteja sempre atento aos recados de Deus!

segunda-feira, 15 de março de 2010

O CRISTÃO E A MORALIDADE

Tivemos uma aula muito boa sobre a moral. Descobrimos um pouco do que ela significa e de como ela influencia nossas vidas. Fomos além: discutimos sobre como nós, por meio da moral cristã, influenciamos a sociedade corrompida na qual vivemos.


Para complementar nosso aprendizado, bem como nossa prática diária da moral cristã, baseada, é claro, na Bíblia, seguem alguns parágrafos de uma obra muita interssante para a Igreja, que vive tempos trabalhoso, dominado ou pela inversão total dos valores, ou pela falta completa deles e absoluto domínio da falta de DECÊNCIA. A obra é: Perigos da Pós-modernidade, de Elinaldo Renovato, publicado pela editora CPAD, em 2007. Os trechos são extraídos do Capítulo 8, que tem por título Os Desafios da Integridade num Mundo Relativista. Indico as páginas referentes ao final de cada parágrafo. BOA LEITURA!


No mundo pós-moderno, os conceitos morais não se guiam por valores absolutos, tais como integridade, honestidade, pudor, castidade, vergonha - e muito menos santidade, e temor de Deus. Nesse mundo, tudo é relativo. No que respeita à moral, ela depende de cada um. Até nos meios evangélicos, considerados arraias da moral cristã, há certo relativismo. (p. 140)


O pastor Claudionor de Andrade traduziu bem esse mal, ao afirmar:


... em meio ao relativismo moral que inunda nossas igrejas, os homens de Deus não podemos tergiversar nem ter vergonha de sermos radicais. Não estou defendendo o fanatismo; este é tão danoso quanto o mundanismo. Todavia, devemos ser radicais, porque o mundo é radical e ainda mais radical é o Diabo. Ser radical é ter aprofundadas raízes em Cristo. Conscientizemo-nos de uma vez por todas: A Igreja de Deus, por sua própria natureza e origem, sempre será vista como contracultura; jamais se conformará com este mundo. (p. 141)
Nos meios seculares, ou civis, em muitos lugares, há respeiro às normas, às regras e ao ambiente. Numa Secretaria Municipal, logo na entrada, existe uma advertência: "Não é permitida a entrada de pessoas de short, de bermudas, ou de camisetas sem manga". Parece antiquado para os tempos pós-modernos, onde "tudo é permitido". Mas está lá, e é respeitado o aviso. Numa Junta de Conciliação, pude ver aviso idêntico. Porém, em determinadas igrejas, não há mais respeito ao ambiente sagrado. (p. 151)
Em certos lugares, em determinados templos, há uma verdadeira "feira das vaidades", com pessoas trajando roupas indecentes, sensuais, que não ficariam bem sequer para uma repartição pública. Mas são usadas e abusadas no local que um dia foi consagrado para o culto a Deus. É uma visão totalmente contrária à que o salmista expressou em relação à Casa do Senhor: "Mui fiéis são os teus testemunhos; a santidade convém à tua casa, Senhor, para sempre" (Sl 93.53). (p. 151)
Em tempos passados, os cristãos eram conhecidos até pela forma de falar, de andar, ou de se trajar. Em Antioquia, eles eram visto como pessoas que se identifiavam tanto com Cristo que "pela primeira vez, chamados cristãos" (At 11.26). Nos dias atuais, com forte influência secular sobre a igreja local, há situações em que um visitante não sabe mais se está numa igreja ou num clube. (p. 152)
Grande parte de membros das igrejas, hoje, guia-se, não pela Bíblia, mas pelas mensagens que são transmitdas nas novelas, nos programas de humorismo, e nas opiniões dos (de)formadores de opiniões. (p. 152-153)
A integridade cristã requer a indespensável santificação em todos os aspectos, e em todas as áreas da vida. O mundo, em seu relativismo moral, prega aos quatro cantos do mundo que nada pe errado, e nada é certo. Depende de cada um. (p. 153)
O diabo, através dos conceitos materialistas, ensina, através das escolas, com seu ensino secularizado, e através da mídia, com seus programas humanistas, que não existe pecado, nem céu, nem inferno. Isso é invenção dos fanáticos religiosos, que não se atualizam no mundo em constante mudança. (p. 153)
Alguém, bem ao gosto dos secularistas e relativistas, já disse que "Deus não se interessa pelo exterior"; "O que Ele quer ver é o coração...". São os chavões e palavras que visam unicamente justificar o comportamento inadequado de muitas pessoas. Há quem diga, até, qe Deus não se interssa pelo corpo; que Ele só quer a alma! E conseguem influenciar muitos, principalmente os jovens. (p. 153-154)
Entre a Bíblia e a moda. entre a Bíblia e as novelas, muitos cristãos preferem obedecer aos estilistas e aos atores materialistas, muitos dos quais são satanistas. É a perda da identidade em obediência ao relativismo moral. (p. 154)
Os homens não vêem nosso coração. Eles observam o nosso testemunho, através de obras, de gestos, de atitudes concretas, e não somente mentais. Jesus asseverou: "Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus (Mt 5.16). (p. 155)
CONCLUSÃO:
"Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas" (Ef 2.10). Assim, a Igreja de Cristo precisa ser a referência espiritual, moral, ética, comportamental e doutrinária para o mundo, zelando pelas boas obras, pelos bons costumes, pelo que é decente.
Referências Bíblicas: Rm 12.1 e 2; 1 Pe 1.14-16; Is 5.20-23. LEIAM!!!